quinta-feira, 7 de junho de 2007

GÉNERO PLATANTHERA

O género Platanthera tem como representantes em Portugal a Platanthera bifolia no continente, a Platanthera micrantha e a Platanthera azorica nos Açores. As plantas têm raízes tuberosas, inteiras. Caule com duas a três folhas inferiores bem desenvolvidas e atenuadas para a base, as superiores muito menores e passando gradualmente a brácteas. Flores brancas ou verdes, dispostas em espiga. Segmentos externos laterais do perianto patentes, os internos laterais mais curtos e coniventes com o médio externo formando uma gálea.
A Platanthera bifolia (L.) L.C.M. Richard possui dois tubérculos inteiros, de ovóides a fusiformes. Caule erecto, com (8-) 15-50 (-90) cm de altura. Duas folhas basais, subopostas, oblongo-oblanceoladas, obovadas ou largamente elípticas, verdes ou amareladas, brilhantes; uma a cinco folhas caulinares, pequenas e lanceoladas. Inflorescência frouxa, cilíndrica, com 12-25 (45) flores brancas, muito aromáticas; brácteas inferiores geralmente mais curtas que as respectivas flores; segmentos externos laterais do perianto com 8-10 mm, a gálea com 5-7 mm. Labelo com 9-18 x 2-4 mm, oblongo-linear, pendente, esbranquiçado e com o ápice de um verde amarelado; esporão com 15-31 mm, delgado, arqueado e cilíndrico, muito mais comprido que o ovário, de um branco esverdeado.
É uma orquídea muito rara que se pode encontrar em prados, arrelvados, clareiras de matas e de bosques, tanto em plena luz como sombra.
Ocorre na Beira Litoral, Min
ho e Trás-os-Montes e Alto Douro.


Imagens registadas em Golpilhares, Lousã, Beira Litoral, a 05/06/07.

1 comentário:

miguel disse...

Maravilhosa!!!!!!!!!!
Parabéns pela foto e obrigado por partilhar estas jóias dos nossos campos.
Miguel