segunda-feira, 9 de julho de 2007

UM ÚNICO LOCAL ONDE EXISTE. . .

A Orchis collina Banks & Solander ex Russel, conhecida também por orquídea pobre, não é uma planta endémica em Portugal, esta Orquidácea é muito rara em território nacional, já que é apenas conhecida “nas encostas secas da serra de Ficalho” (PINTO-GOMES, 1992). Eu também já a encontrei na Serra da Adiça que pertence à mesma cordilheira.
Planta robusta, com dois tubérculos ovóides, subsésseis. Caule erecto, com 10-40 cm. Tem as folhas basilares, 2-6, ovadas a lanceoladas, em roseta e algumas folhas, 1-4, envolvendo o caule, mais pequenas e invaginantas. Brácteas castanho-violáceas, plurinérveas, as inferiores mais compridas que o ovário. Flores, 3-20, em espiga subcilíndrica, frequentemente laxa, castanho-púrpureas a esverdeado-púrpureas. Sépalas ovada-oblongas, 9-12 mm de comprimento, 3-4 mm de largura, sendo as laterais erectas e um pouco reflexas; pétalas um tanto falciformes, 7-10 mm de comprimento, formando um capuz com a sépala dorsal. Labelo inteiro, suborbicular, emarginado no ápice, vermelho, rosado, branco ou esverdeado, não pintalgado, com a borda ligeiramente dentada. Esporão com 5-7 (-10) mm de comprimento, de esbranquiçado a rosado, saciforme, descaído e um tanto arqueado, mais curto que o ovário. É uma espécie de luz. Solo geralmente calcário e seco. Clareiras de matagais.

Primeira imagem registada na Serra de Adiça (11/03/2006), restantes 3 na Serra de Ficalho (09/04/2007), (10/03/2007) e (09/03/2007), Moura, Baixo Alentejo.

3 comentários:

techamama disse...

Também já a encontrei na zona de Tomar.

Insectos a florir disse...

Agradecíamos imenso o envio, caso seja possível, de algumas imagens da Orchis collina que encontrou, assim como a indicação da data e local (freguesia e concelho) onde o registo fotográfico foi efectuado.

Ivo Rodrigues disse...

Saudações alentejanas !!!

Penso que era importante, ver as fotografias, pois seria o segundo lugar em Portugal onde ela se encontra .

Haja saúde !!!